Ubuntu é mais seguro que Windows, afirma a Dell

A Dell deu as ferramentas necessárias para quem quiser começar mais uma flamewar sobre sistemas operativos, ao colocar como vantagem do Ubuntu, na página que dedica a esta distribuição de GNU/linux, a maior segurança que um outro sistema concorrente, o Windows.

“6) Ubuntu is safer than Microsoft® Windows®
The vast majority of viruses and spyware written by hackers are not designed to target and attack Linux.”

Confira o screenshot, para futura memória, porque não deve faltar muito até este ponto 6 ser “corrigido”.

Flash Player 10.1 lançado

A Adobe acaba de lançar a versão final do Flash Player 10.1 para Linux e Mac. Esta deve consumir menos recursos do sistema e ainda assim ser mais rápida, mais estável e segura.

Fonte:noticiaslinux.com.br

FreeBSD 8.0 lançado

Finalmente, apesar dos atrasos de última hora e da morte de um commiter, saiu a nova versão do FreeBSD, 8.0-RELEASE. As notas de lançamento resumidas e detalhadas, como siempre, nos endereços:
8.0R/relnotes.html/
relnotes-detailed.html

Esta versão inclui inúmeras novidades como um novo container de virtualização chamado vimage, reescritura do subsistema TTY, um novo sistema de gestão de USB entre muitas outras novas características.

Mais: www.osnews.com
Fonte: softlibre.barrapunto.com

OpenPyme, catálogo de software livre para Pequenas e Médias empresas

OpenPyme é um site que contém um catálogo, separado por categorias, de softwares livres focado fundamentalmente em Pequenas e Médias Empresas (PMEs) e que é dependente da Universidade de La Laguna (Tenerife, España).

Creio que vale o registro: http://openpyme.osl.ull.es/
Fonte: http://openpyme.osl.ull.es/

Projeto de código aberto ganha prêmio de 100.000 dólares do MIT

Ksplice, um projeto de software livre e código aberto, ganhou o prêmio máximo no 20th annual MIT $100k Entrepreneurship Competition (vigésima competição anual de empreendedorismo do MIT).
Ovacionado ao final de sua apresentação, os integrantes do Ksplice receberam seu prêmio. Essa frase, em tradução livre consta da matéria original no próprio site de notícias do MIT (Massachusetts Institute of Technology), um dos mais renomados centros de pesquisa de todo o mundo. Não é pouca coisa!!

Mais detalhes na fonte (português): http://www.depijama.com/floss/[…]mio-de-100-000-dolares-do-mit/

Cloud Xen: virtualização e nuvem de código aberto

Essa os meteorologistas não conseguiriam prever. O projeto Xen.org, responsável pelo código do hypervisor de código aberto Xen, anunciou hoje a iniciativa Xen Cloud Platform.
Trata-se de um esforço para produzir “uma plataforma de infraestrutura completa para virtualização”, nas palavras de Simon Crosby, CTO da Citrix para a divisão de virtualização e fundador da XenSource (confira a entrevista de Simon para a Linux Magazine). “Mas por que o Xen.org está fazendo isso? É um ato de desespero ou uma desistência? O KVM está prestes a entrar no mercado do Xen?”, pergunta o executivo em seu post, respondendo logo abaixo que a iniciativa “nada tem a ver com o KVM”, e que o objetivo é “oferecer um poderoso conjunto de recursos de virtualização de infraestrutura de primeira qualidade para empresas”.

Para esclarecer as funções de uma “plataforma de nuvem”, Simon ainda oferece uma lista de itens, que incluem o agrupamento e o isolamento de recursos de hardware e rede, o rápido provisionamento de sistemas, criar um conjunto de APIs para expor os recursos, além de oferecer ampla compatibilidade com todas as plataformas de virtualização – “tudo como código aberto, é claro”, completa.

Fonte: Linux Magazine

Blu-ray no Linux: Nero lança Nero Linux 4 com novos recursos

A Nero, tradicional fabricante de um dos mais populares softwares de gravação de CDs e DVDs para plataforma Windows, acaba de lançar o Nero Linux 4, a mais recente versão de seu aplicativo para Linux.
A versão 4 inclui um novo aplicativo, o Nero Linux Express 4, desenvolvido para atender às necessidades de usuários Linux com diferentes níveis de conhecimento. Com isso, a Nero expandiu seu portfolio Linux com o Nero Linux 4 Essentials, oferecendo soluções também para parceiros OEM.

Após a instalação, tanto o Nero Linux 4 quanto o Nero Linux Express 4 podem ser executados individualmente, segundo a preferência do usuário. Por um lado, para iniciantes, a interface fácil de usar e baseada em assistentes (na versão Express) guia o usuário pelos passos necessários para realizar a gravação. Por outro lado, o Nero Linux 4 oferece suporte avançado a áudio e dados, bem como opções, ferramentas e configurações para cópia e gravação de CDs e DVDs.

“A Nero tem suas raízes em soluções de mídia digital avançadas”, afirmou Kris Barton, vice-presidente executivo de produtos globais da Nero AG. “Com o lançamento do Nero Linux 4, estamos reforçando essa liderança, ampliando nosso comprometimento com a interoperabilidade de plataformas e permitindo que todos os usuários possam personalizar e maximizar sua experiência de mídia digital”.

O Nero Linux 4 é o único aplicativo comercial para Linux a suportar a gravação de mídias Blu-ray. Os usuários têm acesso a opções como o sistema de gerenciamento de erros do Blu-ray, para gravação em alta velocidade, e suporte ao sistema de arquivos ISO 9660 na criação de compilações. Com o isolinux, o Nero Linux 4 também cria live CDs. O Nero Linux 4 ainda oferece suporte aos formatos de áudio Musepack e AIFF, além dos formatos mp3PRO, FLAC e WAV. Além disso, o recurso SmartDetect garante configuração rápida e simplificada das unidades de gravação, e o suporte ao FreeDB facilita o gerenciamento de coleções de músicas.

O Nero Linux 4 está disponível no site oficial da Nero em português e pode ser adquirido na loja online da Nero pelo preço sugerido de US$ 19,99. O Nero Linux 4 Essentials também está disponível para OEMs.

Fonte: Linux Magazine

Comunidade Discípulos do Pingüim

A comunidade Discípulos do Pingüim vem fazendo entre os devotos do GNU/Linux um trabalho de divulgação e incentivo a utilização do Software Livre, através da publicação de artigos, tutorias e dicas no site da comunidade, que foi fundada por estudantes da região, tentando assim aumentar a integração da comunidade GNU/Linux no interior.

Além de estarem organizando um evento de software livre em Jundiaí, cidade do interior de São Paulo, onde estão querendo promover um encontro de tamanho jamais realizado na região contando com a participação do Projeto Fedora.

A idéia da comunidade é aproximar as pessoas ao mundo do software livre, através da cooperação dos integrantes.

Para maiores informações acessem:

http://www.discipulosdopinguim.com.br

Fonte: http://projetofedora.org

Cientistas rodam mais de um milhão de kerneis do linux

Cientistas do Sandia National Laboratories em Livermore, executaram mais de um milhão de kerneis do linux em máquinas virtuais.hacker2

A técnina permitirá observar o comportamento encontrados em botnets ou em redes infectadas que podem operar em milhares de máquinas e assim traçar uma maneira efetiva de se previnir dos ataques.

Um dos pesquisadores, Ron Minnich, disse que essa análise é complicada de ser feita, uma vez que os alvos infectados estão espalhados mundo afora.

No entando, utilizando um supercomputador de nome Thunderbird ligado em cluster para demonstração, a equipe foi capaz de executar numa VMS que simula em escala semelhante um botnet.

O maior número de kerneis rodando simultaneamente foi de 20.000.

A idéia é um dia simular a rede de computadores de uma pequena nação ou até mesmo um grande nação como os Estados Unidade afim de virtualizar e detectar os ataques. Estima-se que em 2018 consigam-se simular algo em torno de 100 milhões de CPUs.

Fonte: http://www.tgdaily.com

KDE atinge 1 milhão de commits

O projeto KDE anunciou que chegou ao commit de número 1 milhão no repositório Subversion, demonstrando a “saúde” do projeto.
Adicionalmente, relacionado ao projeto KDE, foram publicados os artigos apresentados na Akademy 2009.
www.kdenews.org

Fonte:www.osnews.com